31/08/2012

Fogazza: memórias e divagações



Uma vez já contei AQUI que, apesar de morar no interiorrrr de São Paulo, morei em Santos por vários anos. Criei um laço tão forte com essa cidade, que hoje posso dizer que ela é tão importante em minha vida quanto minha cidade natal, Salto.
Além de ser uma cidade muito agradável para se viver, ainda tenho muitos laços que me prendem à essa cidade, como por exemplo, as minhas amigas. Quantas lembranças!... E que saudades; de tudo e de todos!

E isso inclui a culinária, pois em casa, sempre que sentamos à mesa para alguma refeição, recordamos o quanto curtimos os restaurantes da baixada. E quantas descobertas!

E em uma dessas conversas de finais de semana, nos lembramos da feirinha hippie, que ainda acontece todo sábado no Canal 3, próximo à avenida Conselheiro Nébias. Lá, além do artesanato, existe uma feira d eguloseimas. Quando íamos na feirinha, eu pra variar, sempre escolhia as barracas de doces. O meu pai gostava do tempurá e meu irmão Fábio com minha mãe, na maioria das vezes escolhiam a fogazza. (para quem não conhece, a fogazza é parecida com um pastel frito, mas a massa é muito mais saborosa... hummm!)

E em meio à essas lembranças, resolvemos marcar um encontrinho na minha casa para fazermos a tal da fogazza.

Foi aí que eu tive a ideia de perguntar para a Carla, do precioso Cucina Artusiana, um blog de receitas italianas, se ela conhecia ou possuía alguma receita do tal "pastel italiano". Ela, com uma boa vontade tamanha, prontamente me disse que iria procurar e que mais tarde me enviaria.

Depois de muito pesquisar, e para nossa surpresa e espanto, a Carla descobriu que as receitas de fogazza encontradas eram de sites brasileiros e não italianos!?! Conclusão, de alguma forma deve haver um pouco (ou muito, não sei) de influência italiana nessa receita brasileira, mas isso não importa. O que importa é que a fogazza saiu e ficou uma delícia!!! Todos adoraram e pediram para fazer um repeteco em breve. Ufa! Missão comprida, ops, cumprida!...rsrs...

Entretanto, a história não pára por aí.
Tanto a Carla quanto eu, somos formadas em Letras. E o povo de Letras adora uma análise, seja ela sintática ou não, mas a origem das palavras nos fascina!
Não satisfeita com tal descoberta, a dona Carla continuou sua pesquisa e descobriu muito outros termos próximos, porém bem distintos da fogazza que eu queria. Existe a focaccia, que acredito eu ser mais familiar para vocês, pois até aqui no interiorrrr onde as novidades demoram um pouco mais para chegar, ela já é vendida em  padarias. Há também a fugassa/fügassa, a schiacciata... enfim, algumas variações. Para você entender melhor esse assunto, sugiro que você dê uma passadinha no blog da Carla, pois ela está lá te esperando com uma deliciosa focaccia. Vai perder? Corre lá.............

Fogazza Frita
Receita DAQUI

600g de farinha de trigo (peneirada)
2/3 de um pacotinho de fermento biológico seco
01 e 1/2 colh. (chá) de sal
01 colh. (chá) de açúcar
02 colh. (sopa) de óleo
01 xíc. (chá) de água morna (se usar água quente, vc estraga o fermento, cuidado!)



Preparo

Antes de começar a trabalhar a massa, reserve uma parte da farinha de trigo.  Em seguida, coloque o restante em uma tigela grande. Acrescente o fermento seco e com o auxílio de um garfo misture bem. Acrescente o sal e o açúcar e misture novamente. Faça o mesmo com o óleo. Vá acrescentando a água aos poucos, até perceber que a massa está ficando homogênea e que está se desprendendo das mãos. Quando isso acontecer é porque a massa está no ponto. Sove bem. Deixe a massa descansar por 30 minutos.
Divida / corte a massa em porções iguais. Abra cada porção com um rolo, tentando deixá-las no formato de um círculo.
Distribua o recheio, feche as fogazzas apertando bem as pontas e com um garfo, pressione as bordas para que elas fiquem bem fechadas.
Frite-as em óleo quente e sirva a seguir.

Sugestão para o Recheio

Escolha os ingredientes de sua preferência. Aqui, fizemos apenas de 2 tipos: 1 com calabresa, muçarela e cebola e orégano e o outro com presunto, muçarela, tomate, palmito, ervilha, milho, ovo , cebola e orégano. Ficou divina a combinação!


Essa de calabresa foi feita à pedido do meu irmão Fábio, mas depois o marido e o papis também quiseram experimentar!...rsrs...


E não foi só comilança, todo mundo participou, quer ver?

A minha cunhada Elke ajudou na preparação de tudo (e fez uma 2a. receita da massa também!)


Já o Fábio, meu irmão mais velho, ficou com a parte mais árdua, a fritura (que foi feita lá no quintal...rs)


E assim, a família unida saboreou essa receita unida!!!

Beijos e espero que tenham gostado! Um ótima sexta pra todos!!!

29/08/2012

Receita de Aniversário

Foto: Pinterest

Bom dia queridos!!! E que dia...!

Hoje acordei com um sorriso no rosto, afinal tenho que dar graças à Deus pela minha vida. Sim é o meu aniversário! Mais um ano vivido, cheio de acontecimentos inesquecíveis e também dolorosos. Estes são necessários para o nosso crescimento interior e fazem parte da vida.

Sou muito grata por tudo o que recebi até agora. Sim, grata pelas coisas materiais recebidas,  mas, principalmente pelo tesouro mais precioso que Ele me deu: o amor de todas as pessoas que fazem parte da minha caminhada, pois sem elas tudo seria mais difícil.

O amor do marido, dos familiares, dos amigos e de todos que me cercam faz a minha vida ser muito mais colorida!!!

Portanto, eu agradeço duplamente: por mim e por vocês!!!

Obrigada por fazerem parte da minha vida!!! Vocês são o meu maior presente!!!

****

Ah! Já ia me esquecendo de deixar a receita do dia... 
Esse texto eu recebi hoje da Nestlé e achei que deveria compartilhar com todos os aniversariantes do mês... Espero que gostem!


Receita de Aniversário

Misture boas lembranças da vida com as alegrias do dia a dia

Coloque uma pitada de desafios

Repouse, mas só para se preparar para a comemoração

Pré-aqueça o corpo para receber abraços calorosos

Junte todos os presentes, parabéns e sorrisos

Deixe tudo aquilo que não importa em banho-maria

Reaproveite aquela gargalhada dos últimos aniversários

Polvilhe boas energias

Exagere nos beijos, são eles que dão a liga

Amor a gosto

Misture tudo e mexa até virar realidade


Pronto! Agora é só saborear.



Agora com licença, mas, voltarei mais tarde, pois agora vou saborear o meu dia!
Beijos imensos...
Cintya Maria


Encontro Gourmet - Primeiro Encontro Nacional de Blogs de Gastronomia



Hoje quero dividir com vocês uma grande notícia!

Exatamente daqui 1 mês, em 29/09/12, acontecerá o Primeiro Encontro Nacional de Blogs de Gastronomia!!!

E como isso tudo começou? De onde veio essa ideia?

Vou explicar melhor...
Após vários encontros regionais de blogueiros, surgiu o desejo de uma interação maior, com blogueiros de todo o país. Queríamos sair do plano virtual e migrar para o real, para dessa forma, estreitar os laços feitos através do computador.
Foi aí que as organizadoras do evento, a Cecília (do blog Yes we cooking), a Daniella (do Cinebistrot) e a Sandra (do Caldeirão da Bruxa Solar) tiveram a iniciativa de colocar em prática esse desejo coletivo, para a alegria de todos.

O evento acontecerá no Nacional Club, um dos mais tradicionais clubes de São Paulo.

A programação do encontro está um primor:  workshops de grandes marcas, tais como FleischmannAdesUtilplast nos serão oferecidos, podendo assim obter maiores informações sobre seus produtos, bem como conhecer algumas técnicas de utilização.

A competência e dedicação do trio organizador, para que tudo saia perfeito é notória. Desde a elaboração da agenda até a criação do  logotipo; tudo feito no maior capricho!

As vagas para o evento, que eram limitadas, se esgotaram em curtíssimo prazo, o que reforça que o encontro será um sucesso!

E é obvio que eu não podia deixar de participar, né? Acho que nem preciso dizer que estou mega ansiosa para participar... ou preciso?

Para mim, poder participar de um evento como esse será satisfação em dobro, pois além de voltar com dicas preciosas, vou finalmente conhecer minhas queridas amigas blogueiras!

A minha única dúvida é: será que 1 dia vai ser suficiente para tudo o que nos espera???

Beijos e tenham um ótimo dia!!!


PS: deixo-lhes o site do encontro para que vocês conheçam um pouquinho mais sobre o que vai acontecer nesse dia tão especial!

28/08/2012

Alfajor Argentino



Quando entrei para o mundo da blogsfera eu não tinha noção do que aconteceria em minha vida.
Me deparei com um mundo totalmente novo. Foi uma grande e feliz descoberta! Fiz amizades virtuais que viraram reais, conheci pessoas talentosas, dedicadas e que colocam amor em tudo que fazem. Descobri que é possível receber e demonstrar carinho através do computador.

Poderia citar inúmeros blogs os quais eu admiro, mas acabaria esquecendo de alguns e dessa forma cometeria injustiças.
É por essa razão que criei em meu blog o espaço para os blogs que considero queridos. Para mim, eles são cantinhos que admiro muito e visito frequentemente. São blogs com os quais sempre aprendo algo novo. Muitas vezes, não levo comigo somente as receitas que eles trazem, mas sim histórias e pedaços da vida de cada um.

E é por isso que acho que não vou sair tão cedo desse mundo! Tenho muito o que aprender e ainda e quero saber onde vou chegar e quais são as surpresas que esse universo me reserva.

Hoje, deixo para vocês uma receita de um dos blogs queridos, que é escrito por uma pessoa fofa, como ela mesma se autodenomina. Eu só acrescentaria uma coisinha: além de fofa, ela tem mãos de fada! Estou falando da Sam, autora do Fofurices. Se você ainda não conhece esse cantinho,  sugiro que você faça uma visita à cozinha dela! Eu garanto que você não vai se arrepender!


Alfajor Argentino
Receita do Blog Fofurices
Rendimento 36 unidades
01 xíc. de açúcar
01 colh. rasa (café) de fermento em pó
01 e 3/4 de xíc. de farinha de trigo
02 xíc. de amido de milho
200g de manteiga sem sal, gelada e picada em cubinhos
03 gemas peneiradas
01 colh. (sopa) de extrato de baunilha
01 colh. (sobremesa) de raspas de limão

Preparo

Coloque em uma tigela grande os ingredientes secos e a manteiga e misture-os até obter uma farofa úmida. Junte as gemas e o extrato de baunilha e amasse com a ponta dos dedos até obter uma massa homogênea, lisa e macia. Acrescente as rapas de limão e misture bem.
Envolva a massa em plástico filme e leve à geladeira por 1 hora.
Em seguida, abra a massa em uma mesa polvilhada com açúcar de confeiteiro. Corte os biscoitos com aro de 6cm de diâmetro.
Pré-aqueça o forno. (180°C)
Forre uma assadeira com papel manteiga e sobre ele disponha os círculos de massa.
Leve para assar por +/- 15 minutos ou até que os discos estejam levemente dourados.
Depois de assados, transfira os biscoitos para uma grade de resfriamento e espere esfriar completamente antes de recheá-los.

Recheio - Como fazer doce de leite caseiro?
Dicas DAQUI

01 lata de leite condensado
panela de pressão
suco de 1/2 limão
água

Coloque a lata de leite condensado em pé, dentro da panela e cubra-a com água. Para que a panela não fique preta por dentro durante o cozimento, pingue algumas gotas de limão. Em seguida, tampe a panela como de costume e leve ao fogo alto até pegar pressão. nesse momento, abaixe o fogo e deixe cozinhar por mais 30 minutos. Você vai obter um doce de leite com a consistência ideal para rechear bolos, tortas etc.


Montagem 

Comece colocando uma porção generosa do doce de leite no centro do biscoito. Espalhe delicadamente com uma colher. Coloque outro biscoito por cima e pressione delicadamente até o recheio chegar as bordas.

Cobertura - Como temperar o chocolate?
Dicas DAQUI

500g de chocolate (ao leite ou meio amargo - use o de sua preferência, mas lembre-se que o recheio é bem doce e portanto o meio amargo ajudará a quebrar o excesso de açúcar)

Derreta o chocolate e tempere conforme instrução da embalagem. Ou se preferir,clique aqui para mais dicas. Banhe os alfajores e coloque-os sobre uma folha de papel manteiga e leve para a geladeira por 15 minutos. 
Agora é só experimentar e se deliciar!

Beijos à todos e tenham um ótimo dia!
Cintya Maria






22/08/2012

Canapés de Carpaccio



Com a temperatura subindo cada vez mais, o cardápio precisa ser alterado.
Esqueçamos as sopas e os caldos; agora é a vez de pratos refrescantes. E isso será assim até a próxima frente fria. E que ela venha logo!
Com a situação do ar do jeito que está, extremamente seco, até eu que sou amante do verão, não acharia ruim se ouvisse na TV a previsão do tempo dizendo "hoje vai haver chuva e trovoada"... 
Não aguento mais esse pó! E na minha casa a situação está pior, pois estamos no meio de uma reforma. Haja aspirador de pó...rsrs...
Mas, em breve acredito que São Pedro ouvirá nossas preces.

Enfim, onde estávamos mesmo? Ah! Sim, falando da mudança no cardápio!
Voltando ao assunto, quando a temperatura está alta eu geralmente opto por refeições leves, e hoje (mais precisamente ontem à noite) foi assim.

Na verdade, eu escolhi um petisco para a minha janta e, portanto, o que eu vou dividir com vocês não é uma receita, mas sim uma dica / ideia . 
Não há mistério nenhum na preparação. A única coisa que a gente vai fazer é o molho, o restante é apenas a montagem.

Canapés de Carpaccio
Para 02 pessoas

01 bandeja de carpaccio (você vai usar apenas algumas fatias da carne)
04 fatias de pão integral (ou outro de sua preferência) cortadas em 04 pedaços semelhantes

Molho

10 colh. (sopa) de azeite extra virgem
01 colh. (sopa) de mostarda
Suco de 1/2 limão
20 alcaparras picadinhas
Sal a gosto
Parmesão (de boa qualidade) ralado para polvilhar

Preparo

Misture bem o azeite, a mostarda e o suco de limão. Em seguida acrescente as alcaparras e o sal.

Montagem

Leve as fatias de pão ao forno pré-aquecido (180°C) por +/- 20 minutos. Reserve
Divida as fatias de carpaccio em 4 pedaços e distribua 2 metades de carne sobre cada uma das torradas. Despeje o molho e finalize polvilhando o parmesão.

Bom apetite! Espero que tenham gostado da dica! ;-)

Beijocas e um ótimo dia para vocês!!!
Cintya Maria

20/08/2012

Torta de Liquidificador Cremosa, a queridinha do momento



Aqui em casa é assim: quando testamos e aprovamos uma receita, ela passa para a lista das queridinhas, o que significa que sempre repetimos a receita.  Dá impressão que ficamos "viciados"...rsrs.

O problema é que esse vício acaba nos impedindo de testar outras receitas, portanto eu tenho que fazer um esforço (e convencer o paladar do marido) para mudar.

A receita de hoje já apareceu aqui, porém dessa vez fiz uma mudança no recheio que alterou bastante a textura da massa e da cobertura.

Esse tipo de torta é ideal para pessoas que ainda são iniciantes na cozinha (pelo seu simples preparo) ou para as recém -casadas, que querem fazer um agradinho para o marido ou querem impressionar a sogra. . Também é uma ótima sugestão para um brunch, ou até mesmo um chá da tarde. São tantas opções de uso... e muitas são também as possibilidades nas variações de recheio.

Portanto, deixe a criatividade fluir, escolha o seu recheio e separe o liquidificador!

Eu garanto que vai ser um sucesso!


Torta de Liquidificador Cremosa

Sugiro começar pelo recheio: em uma tigela grande, misture todos os ingredientes e reserve.

Recheio

150g de peito de peru em fatias (rasgue-as com as mãos, em pedaços pequenos)
02 tomates picados em cubinhos
01 cebola picadinha
01 lata de milho verde (escorra a água)
03 colh. (sopa) de azeite
01 xíc. (chá) de salsa picadinha
200g de muçarela ralada (150g misture no recheio e reserve 50g para polvilhar sobre a última camada de massa)
10 azeitonas pretas Chilenas fatiadas
Sal e orégano a gosto 


Massa

1 e 1/2 xíc. (chá) de leite
1/2 xíc. (chá) de óleo
03 ovos inteiros
01 xíc. (chá) de farinha de trigo
01 xíc. (chá) de amido de milho
Sal a gosto
1/2 xíc. (chá) de queijo ralado
01 colh. (sopa) de fermento químico em pó


Preparo da massa


Pré aqueça o forno (200°C).

Coloque o leite, o óleo e os ovos no liquidificador. Bata bem e desligue. Junte a farinha de trigo aos poucos, batendo a cada adição. Faça o mesmo com o amido, o sal e o queijo ralado. Bata novamente e desligue. Adicione o fermento e bata mais uma vez.

Montagem da torta

Unte e polvilhe uma assadeira de fundo removível. Despeje metade da massa e distribua o recheio. Despeje o restante da massa e sobre ela coloque a muçarela reservada. Leve ao forno por +/- 35 minutos ou até a muçarela ficar dourada (usei a função grill do meu fogão para ficar com essa aparência mais tostadinha).





18/08/2012

Queijadinha: um clássico brasileiro


Domingo passado foi dia dos pais e eu não podia deixar de preparar uma receitinha para eles. Eles, no plural mesmo, porque o sogro também é pai e aqui em casa não fazemos diferença. Pelo menos tentamos!

Hoje, acho engraçado levar doces para o meu pai, pois antigamente ele nem ligava para doces. Mas, depois que ele parou de fumar, adquiriu um novo vício e uma nova silhueta também...rs. Tanto meu pai quanto meu sogro, preferem doces mais tradicionais, como, por exemplo, um bom pudim de leite condensado. Esse, para eles e principalmente para o meu marido, é campeão de audiência. Doces que levam muitas coberturas, recheios e camadas não são os favoritos. E os de chocolate também não, o que difere totalmente de mim. Se a receita leva chocolate, já me conquistou!...rs. Mas, levando açúcar já está bom, pois sou mais para os doces do que para os salgados. Vocês devem, creio eu, ter percebido a diferença do número de receitas doces em relação às salgadas, né?

Tudo isso foi dito para explicar a escolha da receita: um doce tradicional de nossa culinária.
Essa receita é mais uma que vai para a lista das "descomplicadas", pois é feita no liquidificador e tendo todos os ingredientes, leva só alguns minutinhos pra ficar pronta. Porém, são necessários vários dias para as pessoas que experimentaram, pararem de comentar sobre o sabor e a textura!

Testada pela primeira vez em 92 (eu marquei no caderninho de receitas...rs), quando eu comecei a me interessar pelo mundo das panelas, eu de fato, não me lembrava da textura... macia e úmida por dentro, com uma casquinha crocante e dourada por fora! Por que só agora me lembrei dessa receita?
Bom, pelo menos me lembrei! =)


Queijadinha

03 copos (americanos) de açúcar
1/2 litro de leite (usei o integral)
04 ovos
100g de queijo ralado
100g de coco ralado
02 colh. (sopa) de trigo bem cheias
01 colh. (sopa) margarina

Preparo

Pré-aqueça o forno (200°C).
Bata os ingredientes no liquidificador, começando pelos mais líquidos. Aos poucos vá acrescentando os mais sólidos, intercalando com o leite sempre batendo bem.
Despeje a mistura em assadeira untada e leve ao forno até que esteja dourado. (+/- 30 minutos)



Rendimento 

Na receita original, o rendimento é de 20 porções. Mas, eu usei uma forma para cupcakes e a receita rendeu 16 queijadinhas.

E essa é a minha dica de sobremesa para o fim-de-semana! Quitutes deliciosos que irão arrancar suspiros sem fazer muito esforço na cozinha!


Beijos e um ótimo final-de-semana pra vocês!

Cintya Maria

16/08/2012

Torta Folhada Rápida de Carne Moída



Em dias de correria e até mesmo de preguiça, não temos tempo e nem força de vontade de ir para cozinha. Isso para mim é algo que tem acontecido com uma certa frequência, devido aos meus 2 empregos: trabalho em uma fábrica durante o dia e à noite dou aulas particulares em casa. Ufa!...

Entretanto, mesmo com o tempo escasso, procuro fugir dos "disks" e geralmente faço receitas rápidas e práticas, porém não menos saborosas, como por exemplo, uma sopinha, uma torta de liquidificador, canapés, belisquetes e por aí vai... Confesso que o horário das minhas jantas não é apropriado, pois minhas aulas terminam geralmente às 21h e só após esse horário é que corro pra cozinha. Por isso é que ultimamente as minhas fotos não têm saído com boa qualidade, sorry!

Enfim, ossos do ofício...rsrsrs...
Continuando a conversa, a escolha das receitas que vou preparar , seguem alguns critérios importantes.

Primeiro tenho que pensar no tempo que tenho antes e depois de minhas aulas, para ver se tenho tempo suficiente para preparar o que quero. Depois, verifico os ingredientes e às vezes, se falta alguma coisa eu tenho que mudar a receita.

Dessa vez, não foi diferente. Eu tinha um pacote de massa folhada pronta que eu queria testar se era de sabor agradável e se era prático de usar. Então, era só preparar a carne moída e montar a torta. E foi isso o que eu fiz!


Torta Folhada Rápida de Carne Moída

01 pacote de massa folhada pronta

400 kg de carne moída
01 colh. (sopa) de azeite
01 colh. (sobremesa) de alho picado
02 cebolas médias picadas em cubinhos
01 tomate grande picado em cubrinhos
10 azeitonas chilenas picadas em fatias
02 ovos cozidos e picados
Salsinha, sal e pimenta-calabresa a gosto

Preparo do Recheio

Em uma panela média, aqueça o azeite e doure o alho e a cebola. Adicione a carne e frite bem. Quando a carne começar a soltar a água, acrescente o tomate e deixe cozinhar por aproximadamente de 8 minutos.  Adicione a azeitona e os ovos. Prove  para saber quanto vai precisar de sal, pois a azeitona ajuda a salgar a carne. Acerte o sal, coloque a pimenta e a salsinha e deixe refogar por mais alguns minutos até que a carne esteja soltinha e levemente umedecida. Desligue o fogo e deixe  esfriar.

Montagem e Preparo da Torta

Forre o fundo e as laterais de um refratário com a massa folhada. Sobre ela espalhe o recheio frio e cubra com mais uma camada de massa. Leve ao forno pré-aquecido (180°C) seguindo as instruções do pacote.

****

Minha opinião sobre a massa:

Ponto(s) Positivo(s): essa torta vai ganhar outras versões aqui em casa, pois é muito fácil de trabalhar com a massa. Cada folha vem separada por um plástico, o que é muito prático, e a consistência da massa é bem macia.

Ponto(s) Negativo(s): para o meu paladar, a massa possui um sabor azedinho. Da próxima vez, vou testar uma outra marca.


E vocês, costumam usar massas prontas? O que acham?

Espero que tenham gostado da minha sugestão!

Beijos,
Cintya Maria



08/08/2012

Sugestões de cardápios para o Dia dos Pais: Carnes



Embora o dia dos pais seja uma data comercial, temos que admitir que é bem gosto toda a preparação que envolve esse dia, desde a escolha do presente, do cartão, da mensagem à escolha do cardápio.

E, para celebrar a data, muitas pessoas optam por almoçar fora de casa. Elas geralmente escolhem o restaurante preferido de seus pais, mas, o passeio que deveria ser agradável e prazeroso, se torna estressante, devido ao fato de todas as outras pessoas terem tido a mesma ideia.
Sabemos que nessas datas, restaurantes, bares e lanchonetes ficam lotados, com filas intermináveis e atendimentos que deixam a desejar, seja pelo prato que veio errado porque o garçom não entendeu o que você pediu por causa do barulho ou seja pela lentidão na hora de passar o seu cartão de crédito.

Portanto, para evitar maiores aborrecimentos, a sugestão é preparar você mesmo um dos pratos que serão servidos no dia dos pais. Além de surpreender o seu pai, garanto que ele vai ficar super orgulhoso de saborear algo feito por uma pessoa que o ama. Vai valer a pena o sacrifício e dedicação, você não vai se arrepender!

Pensando nisso, trago hoje aqui algumas sugestões bem simples e saborosas, para aqueles que ainda não têm muita habilidade na cozinha, mas  mesmo assim querem aceitar o desafio e ir para o fogão. Separei pratos com diferentes tipos de carnes: carne bovina, de frango e peixe. Assim, fica mais fácil agradar todos os paladares.

Para ver as receitas da foto dessa postagem, é só clicar nos links abaixo:

1) Mignon com Ervas Finas e Batatas Gratinadas

2) Papilotte de Cação

3) Filé de Pescada ao Molho de Alcaparras

4) Frango Assado Especial

5) Escondidinho de Carne Seca com purê especial de batatas

6) Rosbife ao Molho de Carpaccio

Espero ter ajudado com as sugestões! Fico aqui torcendo para que o seu prato seja um sucesso!

Beijinhos,
Cintya Maria


02/08/2012

A melhor bolachinha de coco: Sinhazinha!



Tenho uma paixão por bolachinhas e biscoitinhos. Aliás essa paixão está muito mais para vício, do que para paixão! Volta e meia me pego com a mão na massa - literalmente - pensativa, tentando decidir qual cortador eu irei usar dessa vez. Acredito que tal vício (ou paixão) deva ser contagiante, pois meu marido, quando vê nosso pote vazio, me pergunta: acabaram as bolachas? E isso soa para mim como um elogio, pois se ele quer mais é porque gosta e aprova as receitas!

Se você não sabe a diferença entre um biscoito caseiro e um industrializado, não sabe o que está perdendo. Entretanto, vou lhe dar alguns motivos para querer, assim como eu, sujar suas delicadas mãozinhas na mistura dos ingredientes.

O primeiro é o sabor incomparável dos biscoitos caseiros. Depois, a textura e a crocância que eles possuem. E ainda, a ausência de corantes artificiais e similares, o que me leva a crer que eles devam ser mais saudáveis.

Eu poderia continuar com a descrição das vantagens dos tais biscoitinhos, porém não quero me prolongar. Acho que você só vai entender o que eu estou falando se, de fato, você puder provar o danadinho que é o objeto deste post.

Sinceramente, depois que descobri essa receita, super simples por sinal, essa bolachinha se tornou a minha favorita! I'm in love!!!

Sinhazinha
Receita DAQUI

01 kg de polvilho doce peneirado
250g de manteiga*
03 gemas*
300g de açúcar
01 vidro de leite de coco*

(*Utilizar todos os ingredientes em temperatura ambiente)

Preparo

Reserve 1/2 xícara de polvilho para forrar as assadeiras.
Em uma tigela grande, junte o polvilho, a manteiga e misture, amassando com um garfo. Acrescente o açúcar  e o leite de coco e continue amassando. Por último adicione as gemas. Agora com as mãos continue amassando. Você vai perceber que aos poucos a massa vai ficando homogênea e vai se desprendendo das mãos. Leve a massa à geladeira por 30 minutos. Depois disso, espalhe um pouco do polvilho sobre a mesa, onde com um rolo você deve abrir a massa. Utilize cortadores próprios para biscoito para cortar a massa ou  caso não tenha, corte as bolachinhas com a boca de um copo pequeno ou uma xícara de café.
Coloque as bolachinhas em tabuleiros untados e enfarinhados com o polvilho reservado. Leve ao forno pré-aquecido (180°C). Retire as bolachinhas quando estiverem com as bordas levemente douradas.




Beijinhos pra vocês e tenham um dia florido! =)
Cintya Maria