29/05/2013

Hot Choco Pots: amor à 1a. vista

Começarei o post com uma pergunta: você acredita em amor à primeira vista?
Eu acredito e tenho vários fatos para contar. Um deles, claro, aconteceu  quando vi o meu marido pela primeira vez... Na época, ele nem sabia que eu existia, mas assim que o vi entrando no clube, perguntei à uma amiga: "quem é aquele loiro? Meu Deus, que lindooo!" Passado um bom tempo ele me achou, algumas idas e vindas e começamos a namorar para depois finalmente nos casar!
Foi assim também com a escolha da minha profissão. Ao começar meu curso na faculdade, eu tinha certeza que seria tradutora, porém meu primeiro emprego foi como professora e já na minha primeira aula me apaixonei pelo magistério!
São tantas as experiências, que me sinto privilegiada por ter tantos amores em minha vida.
E assim, creio eu, acontece também com o paladar, alguns sabores nos fazem morrer de amores na primeira mordida, outros porém nem tanto.
No meu caso, por exemplo, vocês sabem que amo tudo o que é de chocolate, já falei sobre isso algumas vezes e, para não ser repetitiva, irei poupá-los com minhas declarações de amor para o Sr. Cacau.
Tudo isso para dizer que assim que vi a receita de hoje no blog da minha queridíssima "miga" Josy, fiquei com ela "martelando na minha cabeça" e foi só o tempo esfriar para eu testar essa delícia.
O que eu mais gostei da receita, fora o sabor, foi a rapidez e a facilidade do seu preparo. Como pode? Tão simples e com um resultado fenomenal? Só posso dizer uma coisa: vale muito a pena testar!
A única alteração que fiz, foi deixar mais tempo no forno, obtendo assim uma consistência um pouco mais sólida para agradar aos paladares daqui de casa! Ficou sensacional!!! Irei repetí-la mais vezes, com certeza!

Hot Choco Pots
Receita DAQUI

125 grs de manteiga sem sal
125 grs de chocolate meio amargo (usei o belga da Callebaut, que sobrou da Páscoa...rs)
150 grs de açúcar
03 colheres (sopa) de farinha de trigo
02 ovos

Preparo
1. Pique o chocolate em pedaços pequenos e coloque-os em um refratário junto com a manteiga. Leve ao microondas para derreter (programe 30 segundos, mexa e repita o processo quantas vezes forem necessárias até perceber que o chocolate e a manteiga estão totalmente derretidos. Não coloque um tempo muito longo no microondas, pois assim você poderá queimar o chocolate. Siga a instrução de 30 em 30 segundos!!! Muita calma nessa hora!
2. Chocolate e manteiga derretidos, deixe-os esfriar. Reserve.
3. Em uma tigela, bata os ovos com o açúcar com o auxílio de um fouet (batedor de arame). Bata bem, até obter um creme fofo.
3. Acrescente a farinha de trigo e misture bem.
4. Adicione o chocolate derretido com a manteiga, e incorpore-o bem à massa.
5. Pré-aqueça o forno (200°C). Enquanto isso, unte os ramequins (potinhos refratários) com manteiga, e distribua a massa.
6. Leve ao forno por aproximadamente 20 minutos (eu deixei 30 minutos). O ponto certo é quando se forma uma casquinha por cima e por dentro ele vai estar bem cremoso. Hummmm!

Dica da Josy: "Já fiz essa receita e congelei, com a massa pronta e crua. Meia hora antes tirei do freezer, liguei o forno e coloquei para assar. Ficam perfeitos também." Olha só que beleza, pessoal! Podemos fazer essa sobremesa com antecedência e servi-la bem quentinha para as visitas, para o amore... enfim, para quem você quiser!

Espero que tenham gostado! Aproveitem esse tempinho frio para testar essa delícia! Garanto que vocês não se arrependerão!

Beijocas e ótimo feriado à todas (os)!
Cintya Maria

PS: Desta vez não tirei mais fotos... não deu tempo! :-P

24/05/2013

Iscas de frango com cebola

Todo início de ano eu marco minhas consultas com os especialistas necessários, para fazer os exames anuais e verificar se está tudo bem, mas já estamos no final de Maio e eu ainda não fiz o meu check-up.
Só sei de uma coisa até agora: tenho abusado bastante de gorduras e açúcares! Ai... Talvez o que para mim, que sou magra, seja um abuso, para você não seja nada. Pode ser, pois como qualquer outro conceito, o de exagero é subjetivo.
Entretanto, tenho plena consciência de que tenho abusado da genética de ser (ou estar?) magra. E tenho motivos, digo históricos genéticos, de pai, mãe e avós, papagaio e cachorro, suficientes para corrigir os meus deslizes.
E foi pensando nisso que fiz algumas alterações no cardápio de casa. Fiquem tranquilos, não sou e nem serei adepta de uma dieta maluca, ainda mais quando se tem uma cunhada nutricionista.
A verdade é uma só: eu sei o que devo comer, mas mesmo assim eu burlo as regras. Já cansei  de ver documentários sobre saúde dizendo que devemos comer mais legumes, verduras, frutas e carnes brancas. Que devemos nos exercitar e reduzir a ingestão de açúcar. Comer mais grãos integrais... etc... etc... etc. Mas por que tudo o que é bom é "ilegal, imoral ou engorda", como dizia a música? rsrs...
Privar-se totalmente de algo, só faz brotar o desejo de querer justamente o fruto proibido, pelo menos para mim. A solução, então é a mo-de-ra-ção. Portanto, hoje, vou de frango refogado! =)
E para você, fica a dica de uma entradinha (ou petisco, chame como quiser) para o seu happy hour!

Iscas de frango com cebola
Rend: 02 pessoas de fome moderada

02 filés de frango
01 cebola grande (cortada ao meio e depois em fatias)
02 dentes de alho picadinhos
Suco de 1 laranja
Salsinha, pimenta-do-reino e sal  a gosto
01 fio de azeite

Preparo
1) Tempere os filés de frango com o alho, o sal, a pimenta e o suco de laranja. Deixe descansando por 30 minutos.
2) Depois disso, pique o frango em pedaços pequenos.
3) Aqueça o azeite em fogo baixo e em uma panela média e frite o alho e a cebola por +/- 2 minutos.
4) Adicione os pedaços de frango e frite-os por mais alguns minutos. Reserve o suco com os temperos para o próxima etapa.
5) Despeje o suco de laranja na panela, sobre o frango e deixe apurar.
6) Acrescente um pouco de água para refogar. Tampe e deixe cozinhando até que a carne bem esteja macia.
7) Deixe o molho que se formou com o acréscimo da água, reduzir.
8) Polvilhe a salsinha e acerte o sal, se necessário.
9) Desligue o fogo quando perceber que o molho reduziu (em quantidade) e engrossou levemente.
10) Sirva imediatamente, acompanhado de um arroz branco tradicional ou que preferir.

Bom apetite!
Cintya Maria

PS: Assim que eu fizer o meu check-up eu conto pra vocês, ok? E vc, já fez o seu?

23/05/2013

Rosquinhas de Coco

Preciso contar para vocês que, não foi a primeira e muito provavelmente nem a última vez que, ao combinar de ir almoçar na casa dos meus pais, eles me pedem para levar a máquina de pão para o café-da-tarde...rs
Foi o que aconteceu no último domingo. Fiz mais um pãozinho do meu livrinho-xodó.
Desta vez, não segui a receita à risca, resolvi mudar algumas coisas, por minha conta e risco. A receita original da massa levava passas, mas como eu não gosto delas, decidi eliminá-las logo de cara. E tirei também as amêndoas da decoração final, por pura preguiça de ir buscá-las. O resultado foi um pãozinho de sabor bem neutro, que não me contentou muito. Mas agradou à todos!
Chegando em casa, fiz um raciocínio rápido: a massa era neutra, mas as passas dariam o toque final, obviamente. E eu as tirei! Tratei logo de pensar em uma substituição, que adicionasse sabor à massa: o velho e bom coco ralado, que eu amo de paixão!
E, como não desisto de uma receita, e também precisaria preparar o meu pão da semana, coloquei a minha MFP para trabalhar novamente, agora com o coco! Resultado: aprovadíssimo!!! Extremamente macio, uma ótima opção para o seu café-da-manhã ou chá-da-tarde. O único problema é que ele é tão gostoso que vicia, viu? Cuidado!...rs
Portanto, dividirei com vocês a receita com as alterações que fiz. E quem sabe um dia eu faça a versão original? Nunca diga nunca! ;-)
Rosquinhas de Coco
Receita DESTE LIVRO (pág. 134)
Rendimento: 10 unidades

01 ovo grande batido
150ml de leite integral
75g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
1/4 colh. (chá) de sal
325g de farinha de trigo
50g de açúcar demerara (usei açúcar cristal)
50g de coco ralado
1 e 1/4 colh. (chá) de fermento biológico seco (tipo fermix, aqueles de envelope)
Leite para pincelar sobre os pães antes de irem ao forno

Acabamento final (depois de assar)
Leite para pincelar e coco ralado para polvilhar

Preparo
1. Retire a forma da máquina, encaixe a pá de sovar e coloque os ingredientes da massa na ordem acima, exceto o coco ralado.
2. Encaixe a forma no aparelho, feche a tampa e selecione o programa "Massas".
3. Quando perceber que a massa já está uniforme, abra a tampa e adicione aos poucos o coco ralado.
4. Espere o ciclo terminar. Coloque a massa em uma superfície enfarinhada e divida-a em 10 partes iguais (ou ao menos parecidas).
5. Faça bolinhas com cada pedaço. Passe farinha no dedo polegar e fure o centro das bolinhas, fazendo um buraco e alargue-o girando o dedo.
6. Coloque as rosquinhas em assadeiras untadas, deixando um espaço de 4cm entre elas.
7. Cubra as assadeiras com filme de PVC e deixe crescer em local quente, até as massas quase dobrarem de tamanho.
8. Pincele o leite sobre as rosquinhas e leve-as ao forno pré-aquecido (220°C) por aproximadamente 10-15 minutos ou até perceber que elas estão levemente douradas.
9. Retire da assadeira e coloque-as sobre uma grade para resfriarem.
10. Pincele leite novamente e polvilhe o coco ralado para decorar.

Dica: ao modelar as rosquinhas, fiquei com receio que os buraquinhos se fechassem ao deixar a massa crescendo  Então, peguei os meus bicos de confeitar e coloquei-os no centro de cada rosquinha, assim eles teriam a função de um aro e não deixariam os buraquinhos se fecharem. Deu certo! E se eu não tivesse feito isso, os buraquinhos se fechariam muito, pois a massa na etapa 7 da receita, cresceram bastante! #ficaadica

Olha só a textura dessa rosquinha! Dá pra resistir?
Espero que tenham gostado!
Beijocas e um ótimo dia pra vcs!
Cintya Maria


22/05/2013

Tournedos com Cogumelos para comemorar!

Vou começar o post com uma pergunta difícil: o que é o casamento para você?
Para muitos é uma instituição falida, para outros é "démodé". Mas, para mim é muito mais do que um estado civil.
Antes de me casar, há três anos atrás, algumas de minhas amigas já casadas, falavam da famosa "adaptação", que eu imaginava o que fosse. Porém, quando de fato "juntam-se" as escovas, essa palavra tem um significado muito maior do que meramente se acostumar com o jeito do outro. E isso leva um certo tempo. Aprendi a lição. (pelo menos eu acho...rs)
Hoje, após esses poucos anos de experiência de união, posso humildemente definir o que o casamento tem sido para mim: é uma fase da vida na qual não somos dois, mas sim um só, vivendo em corpos diferentes. Por isso é que chamamos o nosso companheiro de "minha metade", e ele realmente o é. Findada a adaptação, que eu chamaria de comunhão de almas, percebemos que não conseguimos mais tomar decisões sem saber o que o outro pensa, se está de acordo ou não. E quando acontece algo de bom ou de ruim, é com ele (marido) que queremos dividir o fardo. Ele é de fato o seu porto-seguro e, como eu sempre digo pra ele, ele me protege, não sei do que, mas me protege!
O casamento é um aprendizado mútuo e contínuo, e se estivermos de mãos dadas, ficará mais fácil passar pelos obstáculos. Sim, as dificuldades existem, às vezes são muitas, mas elas nos servem de trampolim para o amadurecimento e o crescimento interior e espiritual. E uma vez vencidas, saímos delas mais fortes!
É uma pena que muitos casais se separem na primeira dificuldade. Talvez eles não saibam (ou não enxerguem) que até os momentos difíceis são para o nosso bem... Uma pena!
Mas por que estou falando sobre esse assunto?
Porque hoje é dia 22 e é dia de celebrar!
E é por essa razão, que eu procuro sempre preparar para o meu amore algo fora do trivial, seja no almoço ou na janta.
Escolhi essa receita por alguns motivos: oferece um resultado requintado, uma apresentação bonita e o seu preparo é bem simples. O sabor? Ah... o sabor! A carne, com sua textura macia contrasta com o crocante do bacon. Perfeito! Vamos experimentar?

Tournedos com Cogumelos
Receita quase nada modificada, do livro Dona Benta (pág 464)
Rend: 02 pessoas

Ervas-finas, sal e pimenta-do-reino para temperar a carne
02 fatias de bacon
02 bifes de filé mignon de 4 cm de altura
01 fio de azeite
01 cebola grande cortada à julienne
01 colh. (sopa) de molho inglês
02 colh. (sopa) de vinho branco
01 colh. (sopa) de catchup
1/2 xíc. (chá) de cogumelos picados

Preparo
1. Envolva cada filé com uma fatia de bacon e prenda com palitos-de-dente. (ou barbante)
2. Tempere os tournedos com as ervas, o sal e a pimenta.
3. Em uma frigideira, aqueça bem o azeite e coloque os tournedos deitados, do lado do bacon. Frite, girando a carne para que todo o bacon fique dourado. (use um pegador para trocar o lado do bacon a ser frito. Caso não tenha um pegador para carnes, use o de massa que também funciona)
4. Quando o bacon estiver todo dourado, deite os tournedos na frigideira e doure a carne por 2 minutos. Repita o procedimento do outro lado.
5. Depois desse passo, coloque os tournedos no recipiente em que irá servir e reserve. Retire os palitos-de-dente.
6. Reduza o fogo, e frite a cebola por 2 minutos na mesma frigideira da carne (na gordura que restou do bacon).
7. Junte o molho inglês, o vinho branco, o catchup e os cogumelos. Deixe o molho ferver até reduzir.
8. Despeje o molho sobre os tournedos e sirva imediatamente, acompanhado de um belo arroz e batata palha.

Bom apetite! E tenham um ótimo dia!

Beijocas à todos... especialmente ao amore!
Cintya Maria 
*  Recordar é viver!!! Salve  22.01.10  *

21/05/2013

Como fazer um molho pronto ficar saboroso?

Molho ao Sugo com Manjericão da Cintya =)
Olá pessoal!
Na semana passada, fiz uma enquete na minha Fan Page no Facebook, para saber o que vocês gostariam de ver aqui no blog. A receita mais votada já foi publicada aqui. E a segunda escolhida é a que eu trago hoje. Na verdade, não é uma receita, mas sim, uma dica para aqueles dias corridos, nos quais não temos tempo nenhum de fazer um molho natural e suculento, porém não abrimos mão de algo saboroso.
O que eu quero mostrar para vocês é que, mesmo utilizando produtos industrializados, podemos obter um resultado final bem satisfatório e, às vezes, surpreendente.

Dicas importantes

1) Dê preferência aos molhos prontos de sabor tradicional, pois são neutros e aceitarão qualquer tempero que você queira acrescentar. Alguns produtos são vendidos em sachês, outros em latas ou potes de vidro. Existem também os que são acondicionados em caixinhas. Mas, atenção: molho pronto não é extrato de tomate, ok?
2) Tenha sempre em sua despensa latinhas de tomates pelados (tomates bem maduros e sem pele).
3) Use temperos frescos; eles fazem toda a diferença.
4) Um azeite de boa qualidade também é fundamental.
5) Ingrediente curinga: algo apetitoso que possa ser acrescentado ao molho para dar mais sabor. Falando o Português claro, algum ingrediente que sobrou na geladeira e você queira reaproveitá-lo, como carnes prontas, por exemplo.
6) Se quiser e gostar, adicione creme de leite.
7) E por fim, tenha pelo menos alguns tomates frescos para adicionar à receita.

Vamos aos ingredientes do molho que eu fiz:

Molho ao sugo com Manjericão
01 fio de azeite
02 dentes de alho picadinhos
01 cebola média picada em cubinhos
03 tomates bem maduros picados em pedaços pequenos
01 lata de tomates pelados
01 sachê de molho pronto tradicional
01 colh. (chá) de açúcar
08 folhas de manjericão (ou mais, se você gostar)
Sal e orégano a gosto
02 colh. (sopa) de creme de leite (opcional)

Preparo
1. Em uma panela média, coloque o azeite para esquentar. (fogo médio)
2. Adicione o alho e a cebola e frite-os por alguns segundos. (não deixe dourar!)
3. Acrescente os tomates picados, mexa e tampe a panela. Refogue por alguns minutos, tomando cuidado para não queimar. (fogo baixo)
4. Ao perceber que os tomates frescos estão desmanchando, coloque todo o conteúdo da lata de tomates pelados (que vem inteiros, vide foto abaixo).
5. Com o auxílio de uma faca, pique os tomates pelados na panela e depois acrescente o sachê de molho pronto e tampe a panela.
6. Ao perceber que o molho está fervendo, adicione o açúcar e misture bem. Tampe novamente e deixe cozinhar por mais uns 3 minutos.
7. Tempere com o orégano e o sal.
8. Por último, rasgue as folhas de manjericão e coloque-as no molho e deixe cozinhar por mais alguns minutinhos (até "pegar o gosto" do manjericão).
9. Desligue o fogo.
10. Se quiser e gostar, acrescente 02 colheres (sopa) de creme de leite ao molho e misture bem para ficar homogêneo e cremoso.
E está pronto o seu molho "semi-industrializado", porém com o seu tempero! =)

Você não gosta de manjericão? Sem problemas! Temos outras alternativas! ;-)

Sugestões de substituição de ingredientes
Troque por uma (ou mais) dessas opções: salsinha, cebolinha, manjerona, alcaparras, cogumelos, bacon, calabresa, cubinhos de queijo, azeitona preta, brócolis, ervilha, carnes prontas (aproveite aquela costela que sobrou, desfie e acrescente! Ou aquele restinho de recheio de pastel de carne moída, por exemplo)... etc etc etc...
Enfim, use a sua imaginação e o que tiver na geladeira. As combinações são muitas! E os sabores também!

Espero que tenham gostado!
Por hoje é só...

Beijocas,
Cintya Maria

17/05/2013

Entrada de Palmito & Queijo

E não é que combinou?
Não, não estou falando dos ingredientes, mas sim da enquete que fiz ontem na Fan Page do Cozinhar é Preciso. Perguntei aos leitores o que eles gostariam de ver no blog hoje e a receita mais votada foi a da Entrada de Queijo e Palmito, um ótima pedida para logo mais à noite, quando fazemos o nosso happy hour! Combinação perfeita de receita escolhida + opinião dos leitores! Aqui é assim: o leitor pede e eu tento, na medida do possível atendê-lo.
Bom, agora vamos à receita, que é mais uma dica do que uma receita propriamente dita: o uso da massa folhada pronta.
Já comentei por aqui sobre a versatilidade e praticidade da massa folhada pronta e por essa razão, eu procuro sempre tê-la em meu freezer, pois se acaso eu receber alguma visita inesperada, tiro essa "carta da manga" e monto uma entradinha com os ingredientes que eu tiver na geladeira, ou também, para aqueles dias de preguiça e que não queremos passar muito tempo preparando algo mais elaborado, é só preparar uma tortinha com uma cobertura de ingredientes frescos! Prático não?
Bom, agora vou contar como eu fiz...

Entrada de Palmito e Queijo

01 pacote de massa folhada (a melhor marca, com o melhor sabor é essa)
01 fio de azeite

02 dentes de alho
01 cebola média

01 tomate maduro

01 vidro de palmito
1/2 xíc. (chá) de azeitonas pretas fatiadas
+/- 200g de queijo (eu usei muçarela, mas use aquele que você preferir/tiver)
Cheiro verde (salsinha + cebolinha), orégano e sal a gosto

Dica para Iniciantes na Cozinha & Preparo da Cobertura

*Refogar* - método que consiste em saltear um alimento em pouca gordura e finalizar a sua cocção através da adição de pouco líquido, tampando então a panela e formando um ambiente de vapor que finalizará a cocção. (fonte: 400g Técnicas de Cozinha)

1. Aqueça o azeite em uma panela e refogue* o alho e a cebola.
2. Após alguns segundos, adicione o tomate. Aos poucos ele começa a soltar água, mas se necessário coloque um pouco mais de água, espere levantar fervura, tampe a panela e cozinhe em fogo baixo por alguns minutos, assim o tomate começará a se desmanchar. Mas atenção para não deixar queimar! Fique de olho!
3. Quando você perceber que o tomate já se desmanchou (ou pelo menos quase), acrescente o palmito e refogue até amolecer. (para saber se ele está macio, faça um "sacrifício" e prove! rsrs)
4. Com o palmito macio, adicione  a azeitona, o cheiro verde e o orégano.
5. Deixe refogar por mais alguns minutos e coloque o sal com moderação, pois a azeitona é geralmente bem salgada e quando acrescentada à receita ela já salga um pouco.
6. Desligue o fogo, deixe o recheio esfriar e reserve.


Montagem
1. Pré aqueça o forno. (200°C)
2. Corte retângulos de massa folhada de +/- 15 x 10cm. (seria mais ou menos o tamanho de um pastel. Se preferir, faça tamanhos mini, ou utilize até cortadores de biscoitos para dar um charme a mais na sua tortinha)
3. Disponha os retângulos em uma forma, cubra-os com o queijo e por cima dele o recheio de palmito.
4. Leve ao forno por cerca de 20 minutos ou até perceber que o queijo já está derretendo.
5. Retire do forno, regue cada tortinha com um fio de azeite e serva imediatamente.

Espero que tenham gostado! Ah! E não esqueça de me contar, caso você resolva fazer a sua versão dessa tortinha para o seu happy hour, ok?

Um beijo e um queijo para todos! ;-)
Cintya Maria

 => Para outras ideias de como usar a massa folhada pronta, clique AQUI.



16/05/2013

Bolo de Chocolate com Nozes com cobetrura de Brigadeiro Belga


Olá pessoal!!!
Conforme eu havia prometido nesse post aqui, trago para vocês a receita do bolinho que fiz para o Dia das Mães.
Pra variar fiquei na dúvida sobre qual escolher, pois tenho uma lista longa de receitas que ainda não testei e quero testar, mas tive que escolher uma. O critério que usei foi bem simples, diria até óbvio: pensei nos ingredientes prediletos da minha mãe, daí ficou fácil! =)
Usei uma receita de cupcake, porém coloquei a massa em forminhas de bolo inglês e deu super certo!

Bolo de Chocolate com Nozes com cobertura de brigadeiro
Receita do livro Cupcakes / Ed. Larousse

04 ovos
200ml de iogurte
120ml de óleo de milho (usei óleo de canola)
90g de chocolate em pó
280g de açúcar
320g de farinha de trigo
01 colh. (chá) de fermento
100g de nozes picadas em pedaços pequenos
01 colh. (sopa) de rum (opcional)

Preparo
1. Pré-aqueça o forno (200°C).
2. Bata no liquidificador os ovos,  iogurte, o óleo e o chocolate em pó. Reserve.
3. Em uma tigela, peneire e misture os ingredientes secos: o açúcar, a farinha de trigo e o fermento.
4. Junte as misturas: a do liquidificador com a dos ingredientes secos.
5. Adicione as nozes picadas, o rum e delicadamente misture tudo.
6. Divida a massa em forminhas de bolo inglês descartável ou de cupcake, como preferir.
7. Leve ao forno por aproximadamente 45 minutos (p/ formas de bolo inglês ou 30 minutos, p/ forminhas de cupcake) ou até que a massa esteja assada. Se necessário, faça o teste do palito.
8. Depois de assados os bolinhos, coloque-os sobre uma grade para resfriarem.
9. Enquanto os bolinhos esfriam, prepare a cobertura.

Cobertura de Brigadeiro Belga
01 lata de leite condensado
04 colh. (sopa) de chocolate em pó Belga (usei esse aqui)
01 colh. (sopa) de manteiga
01 pitada de sal

Preparo da Cobertura
1. Coloque todos os ingredientes em uma panela e leve-a ao fogo baixo.
2. Mexa sem parar até que o brigadeiro se desprenda da panela.
3. Despeje, com cuidado, ainda quente sobre o bolo.
4. Decore o bolo com nozes ou como preferir.
5. Se for presentear alguém, capriche na embalagem: coloque um laço bonito. Se não tiver uma fita, vale até uma tira de tecido bem bonitinho! Use e abuse da criatividade e faça com muito amor! Na foto abaixo, o resultado da minha embalagem:
Gostaram? Espero que sim, pois essa é apenas uma ideia para presentear quem você ama!

Tenham um ótimo dia, recheado de acontecimentos doces!
Beijocas...
Cintya Maria

PS: ainda falta 1 receita que eu fiz para o Dia das Mães! Não perca! ;-)

13/05/2013

Mimos para o Dia das Mães

E ontem foi o dia da mulher mais importante da minha vida: a minha MÃE!
E é claro que eu não deixei passar em branco, afinal, ela que faz e sempre fez tudo por mim, merece uma homenagem, mesmo que singela. (tudo bem que não foi "só" isso que eu fiz, pra ela, teve mais, né?)
Há algumas semanas atrás, vi no blog da Tuty, um kit para as mães com download gratuito e, para quem já estava com ideia de preparar algumas guloseimas, esse kit veio na hora certa. E foi tão simples montá-lo! Baixei o arquivo em PDF e levei-o até uma gráfica para imprimir. Em casa, recortei, colei e montei. E depois fui para o fogão! Ah! Um "pequeno" detalhe: o kit era para montar um mini spa: caixinha com sabonetes, creme hidratante etc, mas, quando eu vi as fotos, a minha "mente gordolina" já pensou na substituição e adaptação que eu faria. Entrei em contato com a Thiara e verifiquei se eu poderia utilizar o kit de outra forma, e a resposta foi sim! Fiquei muito feliz por poder usar o kit como eu queria e deixar as minhas guloseimas muito mais fofas! E ainda fazer um agrado à minha mãe! =)
Agora vou mostrar mais detalhes:

Nesta caixinha, eu coloquei bolachinhas de chocolate e baunilha, cortadas no formato de flores, para combinar com a estampa da caixinha. A receita e as fotos das bolachinhas, eu postarei ainda essa semana!, ok? Aguardem! =)


Fiz também um bolinho de chocolate e nozes, com cobertura de brigadeiro ao leite Belga:


E também farei um post com a receita, ok?
E naquela caixinha super fofa, que tem um coração em cima, eu também coloquei os mais biscoitinhos.
Para embalar, separei uma sacolinha, arrumei tudo dentro, dei um laço e ficou assim:
A minha mãe adorou! E a sogra também! Eu não podia deixar de agradecer à minha sogra também, afinal ela é que me deu o maior presente: o meu amore, né?
Bem, e isso foi um pouquinho do que aconteceu por aqui ontem! E vocês, como passaram o Dia das Mães? Quero saber também...

Beijinhos e ótima semana à todos (as)!
Cintya Maria

PS 1: aguardem as receitas! =)
PS 2: esse post não é um publieditorial, ok? Apenas quis dividir com vocês o trabalho super bem feito da Thiara, pois há tempos sigo o blog dela. Vale a pena passar lá!

10/05/2013

Tortelini Tricolor ao Molho Branco com Manjericão

Existe algo que combine mais com o tempo frio do que uma boa massa?
Para mim, a resposta é negativa. Tempo frio é sinônimo de comidinhas quentes e reconfortantes, e que de preferência, tenham um toque de queijo.
E é por isso que hoje trago essa receita. Só nesta semana, as massas estiveram três vezes (ou foram quatro?!? não me recordo...rs) em nosso cardápio.
Adoramos, como bons descendentes de Italianos que somos!!! Haja carboidrato para queimar! rsrs
Cismei que desta vez eu faria um molho branco, mesmo que de antemão eu soubesse que teria que fazer dois molhos, pois o marido não gosta do branco. Sem problemas! Com tempo, achamos solução para tudo.
Primeiro pensei no que colocar no molho branco para incrementá-lo, mas acabei descartando a ideia de colocar muitos ingredientes, pois eu queria um molho simples e com um sabor marcante. Optei pelo manjericão e o resultado final me deixou com um sorriso estampado no rosto! Para o meu paladar ficou simples e perfeito! Tudo na medida certa!
Me desculpem, mas fiz a receita usando minha intuição e o famoso "olhômetro", por isso as quantias não estão muuuuito exatas, eu acrescentava e provava, até atingir o ponto considerado (por mim) certo.

Tortelini Tricolor ao Molho Branco com Manjericão

Ingredientes para o tempero do molho
01 colh. (sopa) de manteiga
02 dentes de alho picadinhos
1/2 cebola média picadinha

Preparo
1. Aqueça a manteiga em uma frigideira e refogue o alho e a cebola por alguns segundos, tomando cuidado para NÃO deixá-los dourar.
2. Reserve.

Ingredientes para o molho Branco
04 colh. (sopa) de manteiga
08 colh. (sopa) de farinha de trigo

01 litro de leite quente
1/2 litro de creme de leite fresco (não é o de caixinha e nem o de lata, ok?)
1/2 xíc. (chá) de queijo parmesão ralado
06 folhas grandes de manjericão picadas em pedaços grandes (ou mais se desejar)
Noz moscada e sal a gosto

Para a decoração do prato: folhas de manjericão e fatias de bacon fritas

Preparo
1. Numa panela, aqueça a manteiga, coloque a farinha de trigo e frite-a até dourar.
2. Retire a panela do fogo e misture aos poucos o leite, sem parar de mexer, para não empelotar. Se isso acontecer, não se desespere! Use um mixer ou um batedor de arame (o fouet) e bata até que as pelotas se dissolvam. (que alívio, não? rs)
3. Acrescente o tempero de alho e cebola, o sal e noz-moscada a gosto, mexendo sem parar.
4. Cozinhe por cerca de 10 a 15 minutos em fogo baixo, até engrossar e atingir a textura de um creme.
5. Adicione o creme de leite fresco e o queijo ralado, misture e volte ao fogo por mais 10 minutos.
6. Coloque o manjericão e deixe no fogo por mais 5 minutos.
7. Caso não queira que os pedacinhos das folhinhas do manjericão fiquem aparentes, use um mixer para triturá-las. Foi o que eu fiz e confesso que gostei mais da aparência! =)
8. Decore com folhas de manjericão e uma fatia de bacon frita e sirva quente com massas*.

* Desta vez escolhi um tortelini tricolor para acompanhar esse molho. E para a preparação da massa, apenas segui a instrução de cozimento da embalagem do macarrão.

Simples não?  E por que não preparar um almoço especial para a sua mãe? Vamos colocar o avental e arrasar no domingo! Que tal? A sua e a minha mãe merecem!!!

Beijocas e um ótimo dia para vocês!
Cintya Maria

PS 1 : Não percam as Sugestões para o Dia das mães lá na nossa Fan page no Facebook.
PS 2: Mais tarde colocarei umas fotinhos (tbém lá na Fan page) do que vou aprontar para a minha mãe e a minha sogra... Não percam!

08/05/2013

Simplesmente Costela


Já contei aqui que sou carnívora e que sinto necessidade de carne.
Para muitos pode parecer um exagero, já outros dirão dizer que as necessidades são criadas por nós e que, na impossibilidade de realizá-las nos adaptamos à outros paladares perfeitamente. Concordo!
Mas, enquanto a minha saúde me permite, uma vez que não tenho nenhuma restrição alimentar e considero esse fato um privilégio, a carne reinará em meu prato.
No entanto, isso também não significa que ela está diariamente nas minhas refeições, eu faço um "uso moderado" e quando disse da minha necessidade, quis simplesmente expressar que nos períodos (curtos) de abstinência, sinto falta dela e quando penso em um bife durante esse período, chego a salivar...rs
Ai, ai, acho que deixei vocês confusos: primeiro digo que sou carnívora e depois venho com um papo de abstinência... como assim? Ok, vocês venceram, batata-fri.., ops, alcatra frita!rsrs... Eu explico: tenho consciência de que a carne vermelha em excesso faz mal, então, ela apenas está no meu cardápio em alguns dias da semana (dois ou três, no máximo).
Bom, agora que vocês já sabem do meu "pecado", acho que a escolha da receita de hoje já está justificada, porém reforço que quando vi essa receita no blog da querida Rachel eu salivei meeeeesmo!
Tive que testar, claro! E que delícia!!!!! A carne fica super macia e muito saborosa sem muito esforço, quer coisa melhor?

Costela no Bafo
Receita DAQUI 

01 e 1/2 de costela bovina
04 à 05 fatias de bacon
02 cebolas médias cortadas em fatias (como gostamos de cebola aqui em casa, usei cebolas bem grandes)
Sal grosso a gosto

Preparo
1. Tempere a costela com o sal grosso. (cuidado para não exagerar!) e deixe descansar por pelo menos 1/2 hora.
2. Forre o fundo de uma panela-de-pressão com as fatias de bacon.
3. Acrescente os pedaços de costela com os ossos virados para baixo.
4. Por cima da carne, coloque as fatias de cebola.
5. Tampe a panela e leve ao fogo alto até chiar.
6. Quando ouvir o chiado, coloque em fogo baixo e deixe cozinhar por 25 minutos.
7. Desligue o fogo e espere o vapor da panela sair (ou se estiver com pressa, leve a panela para a pia e abra a torneira, deixando escorrer um fio de água sobre ela.
8. Abra a panela, retire os pedaços de carne e sirva imediatamente.

Importante: não coloque água, pois a cebola e a costela soltarão um caldo que ajudará no cozimento!

Bom apetite!

Beijocas,
Cintya Maria


07/05/2013

Pão Integral de Boston


Olá pessoal!
Espero que todos estejam bem!
Sei que fiquei alguns dias ausente da minha cozinha virtual, mas fiquem tranquilos, pois não me afastei da real! Fui fazendo as receitas, fotografando e esperando ter um pouquinho mais de tempo para sentar e escrever os posts. Acho que agora vou conseguir! Ufa!!!...
Bem, o motivo dessa minha ausência temporária é bem plausível.
Meu pai, que fez um cirurgia no coração em 2008, para a colocação de pontes (3 safenas e 1 mamária) precisou fazer uma nova cirurgia no coração. Assim... de repente! Na verdade, devido à sua operação ele  tem que fazer exames com uma certa frequência e no último deles, foi constatada uma alteração. O médico investigou, diagnosticou e o encaminhou para a cirurgia.
E mais uma vez, foi concedido à meu pai, a chance de passar por uma cirurgia antes de ter um infarto. O anjo-da-guarda dele não falha!
Tudo correu muito bem, pois foi realizada "apenas" uma angioplastia, mas quando o assunto é coração, todos ficam tensos, não é verdade?
Agora a minha rotina está voltando ao normal... e cá estou escrevendo para vocês! Que delícia!!!
Hoje trago um pãozinho integral muuuito saboroso, levemente adocicado e altamente nutritivo! E como de costume, usei a minha MFP (clique AQUI se você não sabe o que é MFP), mas adianto que dá para fazer manualmente também, aliás passarei a receita para os dois tipos de execução, ok? Assim agrado  gregos e troianos! ;-) (será que é possivel??? rsrs)

Pão Integral de Boston
Receita do meu adorável livro (pág. 34)

175g de farinha de trigo (e mais um pouco para polvilhar
50g de farinha de centeio
50g de fubá
175g de farinha de trigo integral grossa
01 colh. (chá) de sal
02 colh. (chá) de fermento biológico instantâneo
05 colh. (sopa) de melado (como eu não tinha, usei mel, o que deixou o pão com uma coloração mais clara)
250ml de leite (usei integral)

Preparo Tradicional (leia-se "com as mãos"...rs)
1. Em um recipiente grande e fundo, peneire todos os ingredientes secos.
2. Misture-os com o auxílio de um garfo.
3. Adicione o leite aos poucos e à cada adição misture (ou com um garfo, ou com uma colher ou com as mãos)
4. Quando a massa começar a desgrudar do recipiente, transfira para uma superfície polvilhada com farinha e sove bem, até obter uma massa macia e elástica.
5. Deixe a massa descansar, coberta com plástico filme, até dobrar de volume.
6. Modele a massa, como desejar, sobre uma superfície enfarinhada e coloque os pães em formas untadas e polvilhadas.
7. Em seguida, cubra os pães com um filme plástico e deixe-os crescerem novamente em local quente por cerca de 40 minutos.
8. Asse em forno pré-aquecido (200°C) por aproximadamente 30 minutos. (o tempo irá depender do seu forno e do tipo de modelagem que você fez)
9. Retire os pães das formas e bata em suas bases. Se soarem ocos é porque já estão assados. Caso contrário, volte-os ao forno por mais alguns minutos.
10. Polvilhe um pouco de farinha de trigo sobre os pães e deixe-os esfriarem sobre uma grade.

Preparo na MFP
1. Retire a cuba da máquina.
2. Adicione os ingredientes líquidos.
3. Adicione os ingredientes secos.
4. Selecione o programa 'Massas".
5. Ao término do programa, desligue a máquina, retire a cuba e leve a massa para uma superfície enfarinhada.
6. Siga os passos 6, 7, 8, 9 e 10 do Preparo Tradicional descritos acima.

Agora é só fazer um cafézinho, esquentar um leitinho e arrumar a mesa! Vem gente!!!...

Beijocas cheias de saudades à todos(as)!
Cintya Maria