28/05/2015

Bolinhos de Chocolate, Nutella e Avelãs

O dia amanheceu chuvoso por aqui, propício para um bolinho logo mais à tarde.
Eu tenho por hábito, desde que comecei a trabalhar, a fazer mais do que 3  refeições ao dia, pois sou professora. Mas o que a minha profissão tem  com isso? É que nas escolas, temos os intervalos às 9h e às 15h, e então, muitas vezes, mesmo sem ter tanta fome, só de ver as outras professoras comendo, eu também comia. E assim surgiu o meu hábito. Hoje, trabalho em casa, tenho minha própria sala de aula, mas sempre para os meus lanchinhos. Não com tanta pontualidade, mas sigo o ronco do meu estômago.
 Preparei estes bolinhos num piscar de olhos e devorei-os recém saídos do forno, acompanhados de um café fresquinho. Pronto! Corpo e alma alimentados... Ah! E conforme prometi neste post aqui, fiz a estréia de mais um livro. Felicidade dupla! 
Bolinhos de Chocolate, Nutella e Avelãs
Receita deste livro
Rendimento: 10 bolinhos, sendo 6 feitos em mini-formas de bolo inglês e 4 feitos em forminhas de cupcake

Ingredientes
120g de farinha de trigo
02 ovos
100g de açúcar refinado
100g de manteiga
80g de chocolate meio amargo (em barra)
30ml de leite (usei o integral)
01 colh. (chá) de cacau em pó
02 colh. (chá) de fermento em pó para bolos

Nutella e avelãs cortadas ao meio para rechear

Preparo
1. Em uma tigela média, adicione o chocolate meio amargo picado em pedaços pequenos e a manteiga. Leve ao micro-ondas na potência média (para não queimar o chocolate) por 30 segundos. Repita o processo até que ambos estejam totalmente derretidos. Deixe esfriar. Reserve.
2. Preaqueça o forno (180°C). Enfarinhe e unte seis forminhas de silicone pequenas. (no meu caso, sobrou massa e usei mais 4 forminha de cupcakes)
3. Bata (na batedeira) os ovos com o açúcar até obter um creme claro e dobrar de volume,
4. Acrescente aos poucos, na mistura de ovos e açúcar, a farinha de trigo e a mistura de manteiga-chocolate.
5. Adicione o cacau em pó e o leite. Misture com o auxílio de uma espátula.
6. Peneire o fermento em pó sobre a massa e misture-o delicadamente com a espátula, fazendo movimentos de cima para baixo até incorporar bem.
7. Despeje a massa nas forminhas, preenchendo apenas 2/3 de cada uma delas.
8. Com o auxílio de uma colher de café, coloque 2 colheradas de Nutella em cada bolinho e avelãs (o quanto desejar). Envolva o recheio e as avelâs delicadamente com um pouquinho da massa e leve ao forno para assar, por aproximadamente 20 minutos ou até fazer o teste do palito e este sair limpo.
9. Depois de assados, antes de retirar das forminhas de silicone, deixe-os esfriar um pouquinho.
10. Desenforme seus bolinhos e aprecie-os com moderação, pois será bem difícil de parar de comê-los rsrs...

Espero que tenham gostado!
Tenham um lindo dia! =)

Beijos,
Cintya Maria

20/05/2015

Cookies de Nozes e Cream Cheese

Oláááá pessoal! Como estão?
Por aqui, as temperaturas já estão baixas, o que me deixa extremamente animada para acender o forno! É tão bom perfumar a casa com o cheirinho de guloseimas assando, vocês não acham?
Pois bem, conforme havia comentado neste post da semana passada, vários foram os livros novos que vieram "morar" em minha casa, porém eu ainda não havia testado alguns deles.
Na busca de receitas com cream cheese, encontrei no livro da Martha Stewart a receita perfeita para estrear o livro dos cookies.
Como eu havia feito ovos de Páscoa para vender, um dos recheios que preparei para os ovos foi o de cheesecake e, como sou exagerada, comprei vários potinhos de cream cheese com medo de ficar sem durante a produção. E como não quero perdê-los, decidi usá-los o mais rápido possível, daí o motivo da escolha da receita.
Confesso que fiquei tensa devido à combinação de ingredientes, pois provei a massa e achei que o sabor do queijo ficara bem pronunciado para o meu paladar embora ele seja um queijo suave. Minha esperança era de que depois de assado esse sabor evidente diminuísse. Bingo!
O cookie possui uma textura super delicada, com leve crocância devido às nozes e o sabor é adocicado com um finalzinho levemente salgadinho devido ao queijo, o que caiu perfeitamente bem. Amei e sugiro que testem, vocês não irão se arrepender!
Mas aviso: a receita rende bastante, por isso, aproveitei para servir parte dos cookies em uma reunião que acontece toda semana e eu faço parte dela. As pessoas elogiaram e gostaram bastante! Fiquei com o coração contente! =)
Cookies de Nozes e Cream Cheese
Receita do livro Martha Stewart's Cookies, pág. 159
Rendimento: +/- 4 dúzias de cookies

04 xíc. (chá) de farinha de trigo
01 e 1/4 colh. (chá) de sal
02 xíc. (chá) de manteiga sem sal em temperatura ambiente (= 453g)
170g de cream cheese em temperatura ambiente
01 e 1/4 xíc. (chá) de açúcar refinado
02 colh. (sopa) de essência de baunilha
02 xíc. (chá) de nozes trituradas e tostadas

Preparo
1. Em uma tigela grande, misture os ingredientes secos: a farinha de trigo e o sal. Reserve.
2. Coloque a manteiga e o cream cheese em outra tigela e bata com a batedeira, na velocidade média, até obter um creme claro e fofo, aproximadamente por 2 minutos.
3. Adicione à mistura da manteiga e do cream cheese o açúcar e a essência de baunilha. Reduza a velocidade da batedeira para o nível mais baixo.
4. Acrescente, aos poucos, a mistura de farinha de trigo + sal à mistura da manteiga e bata até apenas misturar e ficar homogêneo. (não bata demais!)
5. Cubra a superfície de trabalho/bancada (seja a pedra da pia, a mesa ou outro local onde você costume abrir a massa de um pão, por exemplo) com uma folha de papel manteiga.
6. Transfira a massa para o papel manteiga, divida-a em 2 partes iguais e modele-as com as mãos formando 2 troncos (chamados também de cilindros, rolos etc) de aproximadamente 5 centímetros de diâmetro cada. (Veja o PAP nas fotos logo abaixo.)
7. Envolva cada tronco em papel manteiga (foto 1) e leve à geladeira por 30 minutos para firmar. (a massa pode ser mantida na geladeira por até 2 semanas)
8. Preaqueça o forno (180°C), forre assadeiras com papel manteiga, desenrole um dos troncos e corte-os (fotos 2 e 3), com uma faca sem serra, em fatias de aproximadamente 0,5 cm de espessura.
9. Distribua os cookies na formas, deixando um espaço de 1 cm entre eles e leve-os para assar por 18 à 20 minutos ou até as bordas dos cookies estarem douradas.
10. Durante o período que estiverem assando, vire as assadeiras para que os cookies fiquem com uma coloração uniforme e assem por igual.
11. Depois de assados, deixe os cookies descansando nas formas (precisam desse tempo para firmar) e só depois transfira-os para uma grade para terminarem de resfriar.
12. Os cookies podem ser guardados em potes hermeticamente fechados e duram até uma semana.

Espero que tenham gostado! =)
Beijos,
Cintya Maria

14/05/2015

Pão Integral com semente de girassol e chia

Olá pessoal! Tudo bem com vocês?
Que eu sou louca por pão caseiro vocês já sabem. Só que infelizmente, por ser fissurada por carboidrato, preciso me conter e a solução que eu acho para não precisar cortar o pão da minha dieta, é comendo pão integral. Lembro-me como se fosse hoje a primeira vez que experimentei pão integral: foi o amarelinho da Wickbold. E como achei ruim... Depois acostumei com o sabor e aprendi a comer e porque não dizer, gostar.
Depois de casada, a culinária entrou definitivamente na minha vida e uma das coisas que sempre gostei de fazer foi pão caseiro. No início eu só fazia pães doces ou adocicados (eu e o açúcar...), pois eram os meus preferidos. Até o dia em que fiz meu primeiro pão integral caseiro. Devo dizer-lhes que me apaixonei, pois sabor é incomparável e inigualável. Desde então, só como pão industrializado se eu não tiver tido tempo para fazer o meu pão. Faço pão quase toda semana. O cheirinho do pão assando me deixa inebriada... Como já comentei aqui, possuo uma MFP (leia mais sobre aqui) e não tenho preconceito e nem vergonha de dizer, afinal as máquinas existem para otimizar o nosso tempo e não para dizer que não sabemos fazer pão à moda tradicional. Sim, algumas pessoas te olham torto quando você diz que faz pão na MFP. E te indagam: você faz pão? Mas não é a máquina que faz? Que seja. A máquina faz a parte "suja" e eu a parte lúdica: modelo os pães. A panificadora é uma ajudante e tanto na cozinha, por isso a recomendo!
O pão escolhido desta vez foi um pão integral, o qual incrementei com sementes de girassol e chia, ingredientes que eu possui aqui. Desta vez, como eu estava na correria, fiz o processo toda na máquina.. a única coisa que fiz, foi colocar os ingredientes como mandava a receita e retirar o pão da panificadora de pois de pronto. hahaha... Ô preguiça! Me julguem!...
Bom, chega de "papo-mole" e vamos à receita. Essa é especial para a Vivian, do delicioso blog Temperaria. Espero que você goste e que você acerte.

Pão Integral com Semente de Girassol & Chia
Receita tirada do livrinho de receitas da minha MFP pág.62

Ingredientes
1 copo de leite com 1 ovo inteiro dentro (colocar o ovo dentro do copo e completar com leite
1 e 1/2 colh. (chá) de sal
2 colh. (sopa) de açúcar mascavo
1 e 1/2 colh. (sopa) de creme de leite sem soro (usei o de caixinha)
02 copos de farinha de trigo
01 copo de farinha de trigo integrtal
02 colh. (chá) fermento biológico seco instantâneo (tipo fermix)
03 colh. (sopa) de sementes de girassol (opcional)
04 colh. (sopa) de chia (opcional)

Obs: as sementes acrescentei, por minha conta e risco, o que tinha aqui em casa. Portanto, sinta-se à vontade para substituí-las por outras de sua preferência ou simplesmente omití-las, ok?

Dica importante sobre o ponto da massa: No manual da MFP fala-se para observar o ponto do pão, especialmente nos primeiros minutos, pois caso a massa não esteja no formato de uma bola, devemos colocar 01 colher de sopa de água (se a massa estiver seca à olho nu) ou 01 colher de farinha de trigo (se a massa estiver muito mole). Se uma das duas ações se fizer necessário, acrescente as colheres uma a uma, até atingir o ponto ideal. Nunca coloque várias colheres extra de uma só vez. Isso dificultará a percepção do ponto correto da massa.

Preparo
1. Retire a cuba de dentro da panificadora.
2. Acrescente os ingredientes na ordem acima, exceto as sementes de girassol e chia.
3. Recoloque a forma na panificadora e feche a tampa.
4. Selecione o programa Ciclo Integral, o tamanho (pães de 600g) e a cor desejada do pão (eu sempre escolho a cor clara).
5. Feche a tampa da MFP e pressione o botão iniciar.
6. Após o sinal sonoro (bip), abra a tampa e adicione as sementes. Feche a tampa e espere completar o ciclo.
7. Assim que o pão estiver pronto, retire-o da forma e coloque-o sobre uma grade para resfriar por completo.

Agora é só saborear! Com uma manteiga ou geleia não há coisa melhor!

Beijos e tenham todos um ótimo dia!
Cintya Maria

13/05/2015

Livros novos para a minha cozinha

Olá pessoal! Tudo bem? Como estão?
A postagem de hoje é pouco diferente e eu a chamaria de um "bate-papo" virtual. =)
Primeiramente quero reforçar a alegria que sinto em saber que vocês leitores visitam a minha cozinha, uns com mais outros com menos freqüência, mas ambos igualmente importantes para mim. Vocês leem os meus textos, deixam comentários carinhosos e ainda testam as receitas. E isso me deixa muito feliz! Feliz em saber que de alguma forma eu "entro" em sua casa!
Não sei vocês sabem, mas ao escrever uma postagem, sempre fico pensando o que vocês irão achar... Se irão gostar ou não. Sim! Penso em vocês! E em alguns leitores, aqueles que sempre estão por aqui e os quais eu já vou conhecendo as preferências, penso de modo particular e muitas vezes aguardo uma reação, uma manifestação...rsrs. Eu sei que não devia, mas crio expectativas. Talvez vocês também, como por exemplo, "será que nessa semana ela vai postar algo?" Imagino como eu os frusto com a demora das postagens... =(
Por isso agradeço demais a sua companhia e peço desculpas por não estar tão presente quanto eu gostaria, pois como todos sabem, o blog é apenas um hobby para mim e eu o escrevo  - primeiro cozinho, redijo, edito e aí sim publico - quando me sobra um tempinho. E esse ano, que mal começou e já está voando, tem sido bem frutífero para mim, falando em termos profissionais. Tenho tentado corrigir mudar algumas coisas que eu não estava fazendo direito. Inverti prioridades e dei mais ênfase ao que merecia e assim pretendo seguir em 2015: com muito empenho e paixão. Resgatei o meu encanto pela minha profissão, afinal ser professora não é nada fácil nos dias de hoje. Aliás tudo contribui para desistirmos dessa profissão tão linda, infelizmente.
Mas, voltando um pouquinho no tempo, mais especificamente no final do ano passado, passei por uma análise interior e me reencontrei profissionalmente. Joguei fora o comodismo e automaticamente a criatividade voltou! E como é bom! Na verdade tudo começou com um processo de organização física e, quando começamos uma "faxina" física é porque queremos faxinar algo em nosso interior. E é verdade! Eu andava protelando muitas coisas, me faltava coragem e energia para dar o pontapé inicial em muitas outras, mas consegui.! Ufa! Nossa, mas vocês devem estar se perguntando, e de que forma isso se relaciona com o blog? Isso tudo é para justificar explicar a frequência das postagens no blog, que aliás, não estão tão frequentes assim...rsrs. Na verdade essa postagem era pra ter sido publicada no ano passado, logo após o aumento da minha "biblioteca gastronômica", mas devido às razões acima, não consegui.

Portanto, com o diz o ditado "antes tarde do que nunca", vou compartilhar com vocês os livros novos que chegaram em minha cozinha.  Alguns foram presentes de aniversário e outros presente de " mim para mim mesma" hahaha...

Vou começar falando dos que comprei.
Entre todos os livro que possuo, este se tornou o meu queridinho: o Martha Stewart's Cookies. Um livro bacanérrimo, com fotos lindas e repleto de receitas de bolachinhas, cookies, brownies e muito mais. Recomendo e muito! Já testei algumas receitas e a primeira delas estará no blog em breve. Assei ontem os cookies! =)

De tanto ver em blogs que acompanho, receitas de madeleineis ou financiers, resolvi adquirir esses dois exemplares, os quais vieram com as respectivas forminhas. (confesso que comprei muito mais por causa das forminhas do que das receitas, pois aqui no Brasil é um tanto difícil encontrar essas formas específicas.) Ambos livros possuem receitas ótimas também. Já testei uma de madeleine e o pessoal daqui de casa aprovou, porém não sobrou nenhuma para fotografar e dividir com vocês a receita. Vou ter que fazê-las novamente hehehe...

Bom, agora vamos aos que ganhei.
No meu aniversário (ano passado), tive a sorte de ganhar mais livros.
Do meu irmão caçula Maurício, ganhei a Enciclopédia do Chocolate, a qual acompanha um DVD com técnicas de manuseio do chocolate, exemplos de decoração entre outras coisas. Preciso falar que é sensacional? Ainda não o estreei também, mas já assisti ao DVD, que é muito didático.
Da minha amiga Silvia, ganhei mais um livro, o Chocolate. (não sei  porque todos me dão coisas relacionadas ao chocolate...hahaha #cínica). Tem tanta coisa gostosa: de cookies à sorvete, passando por bolos e tortas. Uma tentação para qualquer chocólatra! Imperdível!
Do meu amigo Rodrigo, ganhei  o maravilhoso Jamie viaja. Bom, este, só de ser de quem é - Jamie Oliver - já basta. Neste livro, o autor/chef descreve suas aventuras culinárias na Espanha, Itália, Marrocos, Grécia e França. Possui fotos estonteantes, receitas fabulosas, descritas de uma maneira simples, detalhada e de fácil execução. (Foi isso que senti ao ler algumas páginas). Nesse volume você encontrará receitas frias, quentes, pratos salgados e sobremesas. Não tenho dúvida que se tornará um dos meus queridinhos também.
E finalmente, ganhei da minha amiga e conterrânea Fabrina em sua última visita ao Brasil (ela mora na Inglaterra há anos) o livro Retro Cakes and Cookies, com receitas Britânicas retrô/tradicionais, que eu simplesmente a-m-e-i!!! Não só pelas receitas, mas pelo vínculo afetivo que tenho com a Inglaterra, país onde passei um tempinho da minha vida e é a casa de pessoas que eu guardo no coração, a minha família "postiça" (não gosto muito dessa palavra, mas não achei outra melhor para descrever, sorry).
Não vejo a hora de testar várias receitas, pois como vocês sabem, doce é a minha paixão. Acho que irei começar por um cupcake lindo de viver (o toque é a decoração!). Fofura define! Aguardem!...

Agora eu queria saber: vocês também têm o costume de comprar/ganhar livros de culinária? Como é a sua relação com os livros? Existe algum que é o seu xodó?
Me contem tuuuudo! Quero saber, afinal eu disse lá no início desse post que é um bate-papo, não quero ficar falando sozinha aqui, hein? rsrs...

Bom, como vocês podem perceber, inspiração para o blog não será o problema. =D
E que venham os desafios! Aguardem!

Beijocas e até mais!
Cintya Maria

11/05/2015

Bolo (Baiano) de Coco


Que tal começar a semana com um Bolo de Coco fofinho como esse da foto?
Foi exatamente isso o que eu queria na semana passada, quando resolvi procurar uma receita de bolo de coco. E como eu queria algo simples, recorri ao livro Dona Benta, onde achei a receita do Bolo Baiano e resolvi arriscar. Porém,ao começar a bater a massa do bolo, achei que ela estava com uma consistência muito pesada e, por essa razão, resolvi modificar a receita por minha conta e risco.  Não sei se ainda posso chamá-lo de Bolo Baiano, por isso o parênteses no nome da postagem.
Acrescentei claras em neve para dar leveza ao bolo, coco ralado e também mais 1/2 vidrinho de leite de coco. Cruzei aos dedos e levei ao forno. Aguardei ansiosa o resultado. Quem me acompanha pelo Instagram,  compartilhou da minha aflição. Mas, tudo deu certo no final! O bolo cresceu e ficou bonito, restava saber se ficara saboroso... Sim! O danado ficou muuuito bom! E agradou o meu paladar, por isso lhes trago a receita hoje. Espero que vocês, assim como eu, também o apreciem!

Bolo de Coco
Receita do livro Dona Benta, pág. 808

02 xíc. (chá) de açúcar refinado
02 colh. (sopa) de manteiga sem sal (em temperatura ambiente)
01 xíc. (chá) de maisena
02 xíc. (chá) de farinha de trigo
1 vidro e 1/2 de leite de coco
04 colh. (sopa) de coco ralado
03 gemas (bater as claras em neve)
01 colh. (sopa) de fermento em pó

Coco em flocos tostado e não tostado para decoração (usei esse AQUI)
Leite para umedecer o topo do bolo

Preparo
1. Unte e enfarinhe uma forma de furo (24 cm).
2. Em uma tigela média, misture a farinha de trigo à maisena. Reserve.
3. Em outra tigela, bata as claras em neve. Reserve.
4. Numa tigela grande, bata a manteiga com o açúcar.
5. Adicione as gemas, uma a uma sempre batendo.
6. Acrescente a mistura de maisena e a farinha de trigo, intercalando com o leite de coco, Bata muito bem até ficar homogêneo.
7. Desligue a batedeira e junte à massa o coco ralado, misturando-o com o auxílio de uma colher.
8. Despeje as claras em neve, e por cima dela peneire o fermento em pó. Com o auxílio de uma garfo, faça movimentos de cima para baixo, para misturar as claras à massa (Não bata! Apenas misture delicadamente). Quando a massa estiver bem homogêneo, despeje-a na forma untada e leve para assar em forno preaquecido (180°C), por aproximadamente 45 minutos.
9. Retire do forno e deixe o bolo esfriar sobre uma grade.
10. Desenforme o bolo e pincele leite sobre a parte de cima, salpicando o coco em flocos.

* Para fazer o Coco em Flocos tostado: leve ao fogo baixo uma frigideira de teflon e acrescente o coco em flocos. Mexa-o sempre para que toste uniformemente. Assim que atingir a cor desejada retire do fogo. No meu caso, eu queria um efeito mesclado, então adicionei em uma tigelinha o coco tostado e também o não tostado e misturei ambos. As proporções/quantias vai depender que quanto você quiser colocar sobre o topo.
Tenham uma ótima semana!
Beijos ,
Cintya Maria